BATE-PAPO. Em almoço no restaurante Cassiano, Michelle Sampaio fala sobre o novo momento da carreira e diz que ficou surpresa com a comoção dos brasileiros com a sua saída de emissora de TV. Foto: Jésus Tadeu Lopes.

O sorriso estampado no rosto entrega que ela está vivendo um momento especial. Há exatos dois meses longe da sua rotina em uma emissora de TV, Michelle Sampaio confessa que, às vezes, ainda questiona a sua nova fase: “meu Deus, será que essa felicidade vai durar pouco?”

Como nem só de receitas e chefes de cozinha vive essa seção, convidamos a mãe da Antonella para um almoço no restaurante Cassiano, em São José dos Campos. O resultado é um agradável bate-papo sobre comida, família, maternidade, mulher e carreira.

Natural de Guaratinguetá, Michelle Sampaio assume que cozinhar não é o forte dela, justificando que a responsável por isso é a mãe Elisabeth Sampaio, autora do livro de receitas “Amores e Sabores”, que sempre fez todos os pratos favoritos da filha. Foi com a chegada da Antonella, 02 aninhos, que a jornalista passou a se aventurar cozinhando.

Michelle Sampaio confere cardápio do Cassiano, durante almoço para falar da sua nova fase. Foto: Jésus Tadeu Lopes.

Ela é fã de peixes, mas dispensa frutos do mar. Come carnes mais exóticas como cordeiro, mas aprecia mesmo é carne vermelha. Michelle diz que, segundo a mãe dela, esse paladar restrito tem nome: “é fresca” (risos). Conversa vai e vem, a escolha é definida:  Filé à Cassiano, um suculento filé mignon com molho à base de mostarda. “Sou descendente de Português, mas não vou de bacalhau. Meu marido (Toninho Cecílio) já experimentou esse aqui, o Picadinho Copacabana”, comenta sobre o cardápio.

E para beber? Água sem gás, porque Michelle Sampaio não bebe nada alcoólico. Enquanto aguardamos os pratos, começamos a conversa sobre o novo dia a dia. “A minha vida está fantástica. Ainda não tive tempo para mim, pois tenho me dedicado à Antonella e às coisas da empresa. Então, a rotina continua bem corrida.”

Fã de carne vermelha, Michelle Sampaio escolheu filé mignon ao molho de mostarda do Cassiano. Foto: Jésus Tadeu Lopes

MATERNIDADE. Somando os quatro meses de licença maternidade e mais um mês de férias, Michele se dedicou ao bebê dela por cinco meses consecutivos. Voltou ao trabalho se desdobrando para organizar a logística de quem cuidava da Antonella na sua ausência, criando uma rotina para chegar em casa e encontrar a filha acordada.

“Eu chegava por volta das 20h45. Colocava a Antonella na cama um pouquinho mais tarde para ficarmos mais tempo juntas. Foi um período difícil porque a rotina na TV é puxada. Além do dia a dia, ainda tinha o plantão do fim de semana e do feriado”, disse.

Por ter enfrentado uma dura batalha para conciliar os papéis de mãe, profissional e mulher, Michele agora valoriza cada detalhe da sua nova rotina. “Hoje não abro mão de buscá-la na escola. Eu chego lá, ela dá um pulo, é a coisa mais emocionante do mundo. Às vezes, meu marido fala que vai buscar e eu digo: vou também.”

E foi em meio a esse cenário que a jornalista sentiu dificuldade para eliminar os 24 quilos que ganhou com a gestação. À época, afastada do posto de apresentadora, Michelle diz que nunca escondeu de ninguém que estava longe das câmeras por excesso de peso.

“Naquele momento emagrecer, ficar linda, maravilhosa, não era prioridade. E o objetivo da emissora era que eu emagrecesse e voltasse para o jornal. Mas sempre que eu respirava e retomava o meu plano, vinha a Antonella primeiro. E o que eu iria fazer: marmitinha fitness? Não, eu só queria dar conta da minha rotina, ter tempo de cuidar da minha filha, porque eu sabia que era multifuncional lá dentro.”

DILEMA. Durante esse período das dietas, em que chegou a emagrecer sete quilos – reassumindo o telejornal de julho de 2017 a março de 2018 -, Michelle afirma que nunca se autodepreciou. Pelo contrário, buscava o equilíbrio porque tem consciência de que se privar radicalmente da comida, exige muito da condição psicológica e emocional.

“A rotina é exaustiva, você vai se descuidando e tem a pressão. Me comprometi com a minha chefia, as pessoas esperavam o meu resultado. E eu sabia que me faria mal radicalizar. Toda vez que eu conversava com eles, conseguia por 40 dias, mas nunca me deram prazo”, contou.

A jornalista assume que foi, sim, uma situação desgastante, um pouco constrangedora, ter enfrentado esse impasse na carreira, destacando que o mercado de trabalho ainda é cruel com as mulheres. “Você, Renata, como mulher sabe o peso que toda essa cobrança tem. Temos muitas responsabilidades, envelhecemos mesmo e tudo depende de como lidamos com essa pressão.”

CARINHO. Após 16 anos de emissora, Michelle Sampaio que, paralelamente, ao lado do amigo Marcelo Hespaña já tocava os negócios com a Comunicarte – hoje a sua principal ocupação profissional -, lamenta ter sido demitida antes de provar para si mesma que podia emagrecer e voltar à bancada. Após o desligamento, em 22 de março deste ano, ela relembra do post sincero que fez para os mais de 50 mil seguidores no Instagram.

“Nossa, como você é corajosa! Que coragem? Durante dois anos eu falei sobre isso abertamente. Se você ler aquele post, não tem nada demais. Usei a sinceridade porque se eu fui desligada, omito o motivo? Será que foi indisciplina? Não, sempre fui extremamente preocupada em ser respeitosa com as pessoas”, afirmou.

A publicação tem quase 10 mil comentários e o vídeo praticamente meio milhão de visualizações. Desde então, a jornalista recebe dezenas de mensagens de pessoas que viveram dilemas semelhantes e que nunca cogitaram trabalhar em TV justamente por não atenderem aos padrões.

“Falamos muito em diversidade, mas o preconceito existe. Aí, colocam uma apresentadora negra, linda, magra e sarada, isso ainda é uma falsa diversidade. Tenho que contratar um negro para a minha equipe para dizer que acredito na diversidade. Mentira. Uma atitude dessa acaba sendo muito mais preconceituosa”, opinou.

Michelle Sampaio, durante almoço em que falou sobre os novos projetos, a sua dedicação à família e os desafios de ser mulher. Foto: Jésus Tadeu Lopes.

NOVA FASE. Sem ressentimentos, Michelle Sampaio conta que ela e o sócio Marcelo Hespaña estão 100% focados nos negócios da Comunicarte, empresa de treinamentos de comunicação que já existe há seis anos. Além disso, ela quer aproveitar o momento para estar mais perto das pessoas e retribuir o carinho que vem recebendo.

No ano em que comemora 40 anos, a regra é “ir devagar.” Pergunto: agora sem cobrança, o que mudou em relação à dieta? Antes da sobremesa, Siricaia, um dos doces mais desejados do restaurante Cassiano, ela se diverte e responde: “não mudou nada! Assim que saí da emissora, minha mãe sugeriu que eu teria mais tempo para fazer regime. Poxa, até você mãe? Não tenha dúvida que vou emagrecer, mas é algo que está indo no meu tempo.”

Siricaia, receita que Michelle escolheu no Cassiano, ao assumir que os doces são a sua paixão. Foto: Jésus Tadeu Lopes.

SERVIÇO. O restaurante Cassiano está instalado no hotel Golden Tulip, no Colinas Shopping (Avenida São João, 2.200, Jardim das Colinas), em São José dos Campos. Telefone: (12) 3131-4141. Todos os dias o horário de funcionamento é das 12h às 15h e das 19h às 23h.

Deixe uma Resposta

dezoito − dois =