Vista geral da Troina Pizza Gourmet: destaques para a diversificação no uso de materiais, com o uso do concreto, ferro, madeira e vidro, e para o jeito urbano e despojado típico dos lofts. Fotos: Degusta Vale

Da mesma forma com que o uso dos ingredientes diferencia as pizzas convencionais das chamadas “gourmet”, um projeto arquitetônico também ganha personalidade a partir da aplicação dos elementos construtivos.  Aliás, o critério de escolha é o que dá o toque do chef, ou seja, a identidade do prato e, claro, do ambiente.

E, assim como as composições das pizzas que consagraram a Troina Pizza Gourmet, em São José dos Campos, o projeto para o local, no bairro Alphaville 1, também se destaca pela modernidade e sofisticação. Logo de cara, ao entrar na pizzaria, nota-se que o caráter despojado e versátil que tanto caracteriza esse item da culinária mundial, tem tudo a ver com a proposta idealizada pela arquiteta Daniele Resck para o espaço.

O resultado desta identificação entre produto e conceito é uma atmosfera harmônica e  coerente que colabora para criar um clima agradável, em que a sensação de bem-estar convida aos encontros gastronômicos. Trata-se de um projeto pensado e executado para ser único, que apresenta uma forma arquitetônica simples, sem exageros estilísticos, porém, marcante, requintada e imponente.

As referências ao estilo industrial difundido a partir dos lofts nova-iorquinos e cultuado por uma geração vanguardista ditam a essência do local. E, se a origem do prato principal servido ali gera polêmica até hoje – apesar da reconhecida reverência à contribuição italiana para o aprimoramento do feito – o projeto é tão cosmopolita quanto a própria pizza. Os detalhes do design de interiores demonstram essa conexão com diversas partes do mundo, mesmo com a intencional inclinação para o reconhecimento dos antepassados de sangue siciliano da família Messina que deram origem ao espaço.

O traço urbano fica evidente já na fachada do prédio de quase 1.000 metros quadrados instalado sobre uma colina. O grande cubo de tijolos à vista, vigas metálicas e vidro é impactante e ao mesmo tempo provocativo: o que nos reserva o seu interior?

“Em uma obra grandiosa como esta, há muitos detalhes a serem pensados. Queríamos criar um ambiente sofisticado, aconchegante e que promovesse o encantamento dos clientes da Troina”, afirma Daniele Resck.

Se por fora o desenho é seco e sóbrio, por dentro, a sensação muda. Charme e sofisticação nas especificações, nos detalhes decorativos e paisagísticos que dão vida ao conjunto. A amplitude vem do generoso pé-direito de 11 metros e da integração dos ambientes. Sem divisórias, sem obstáculos visuais. O cimento queimado funciona como um elemento de elegância, e enquanto “veste” algumas paredes, deixa tudo mais atual, contemporâneo.

E, se por um lado a nudez da estrutura exposta revela sua tendência rústica, a iluminação propõe o resgate da suavidade com o calor, que torna tudo mais aconchegante. Cenários são criados com o foco de luz direcionado para os detalhes do design de interior refinado. Tecnologia no uso de lâmpadas LED com spots em trilho, presos por cabos de aço. Arandelas nas paredes e o lustre em ferro com velas compõem com um design de interior que flerta com o estilo retrô, enquanto resgata itens e móveis de antiquário garimpados pelo mundo.

Graças à penumbra criada a partir da luz indireta, o salão se torna extremamente charmoso, agradável e relaxante, favorecendo os encontros e a degustação. Esse conforto espacial aguça os sentidos e concentra a atenção para o que realmente importa: a experiência gastronômica.

E, até mesmo quando os ingredientes são os mesmos, o resultado é diferente. Se é assim com as pizzas, que dirá com o projeto arquitetônico. Tão democrático quanto o prato, a arquitetura também é convidativa.  “O projeto pode influenciar na experiência gastronômica a partir do momento em que o cliente pensa em sair de casa para um passeio, para uma diversão, para uma comemoração. Com certeza a arquitetura precisa estar integrada ao lugar e a sua proposta como um todo”, defende Daniele.

A começar pela localização privilegiada, no alto de uma colina que proporciona uma das melhores vistas de São José dos Campos, com alcance até a Serra da Mantiqueira. Essa amplitude visual inspirou a criação de grandes intervenções de vidro entre as paredes de tijolos que integram interior e exterior. Das janelas, a paisagem emoldurada torna-se pano de fundo para os encontros e celebrações. Ao cair da noite, acompanhado de um bom vinho, o cenário se transforma em um convite ao romantismo.

A escolha do terreno, aliás, foi um dos grandes trunfos do projeto ao se transferir do antigo endereço no Jardim Aquarius. E isso foi amplamente aproveitado no partido arquitetônico. A arquiteta Daniele Resck usou com muita competência o desnível do terreno a favor do desenho. “Busquei usar o terreno da melhor forma possível para criar uma arquitetura que pudesse atender ao espaço necessário para um restaurante. A estrutura metálica permitiu a rapidez para concluir a obra em um prazo de 13 meses, com um ótimo resultado, supermoderno”, observou a arquiteta.

Com todos esses ingredientes especiais, o resultado dessa receita só poderia ser um: sucesso.

SERVIÇO. A Troina Gourmet fica na avenida Irerê, 60, condomínio residencial Alphaville I, em São José dos Campos. Telefone: (12) 3942-7044.

O horário de funcionamento da pizzaria de segunda a sábado é das 18h à meia noite. Aos domingos, a casa abre das 12h às 16h e das 18h à meia-noite.

Deixe uma Resposta

15 − 14 =