Banoffee: massa de biscoito amanteigado, doce de leite, chantili e pó de chocolate. Fotos: Victor Bakos/ Divulgação

Há exatamente um mês, São José dos Campos ganhou a primeira casa especializada em banoffee. A torta que combina banana, doce de leite e chantili foi criada em um pub inglês na década de 1970. Nos últimos meses, ela tem se tornado cada vez mais popular no Brasil e já é destaque em menus de restaurantes da capital.

A ideia de trazer a receita para a região foi de Victor Bakos, de 28 anos. O publicitário morou em São Paulo sete anos, é especializado em fotografia de gastronomia e conheceu a torta, que virou a sobremesa favorita dele, no ano passado.

“Quando decidi voltar pra São José estava pensando em abrir um negócio e decidi apostar no banoffee. Primeiro porque gosto muito e segundo porque seria a primeira casa especializada da cidade. Desde então comecei a testar diversas receitas até chegar nessa que sirvo aqui”, conta Victor.

No Pé de Banoffee, que fica na rua Euclides da Cunha, na Vila Ema, a torta é preparada com uma base de biscoito amanteigado, doce de leite – aquele caseiro, feito com leite condensado na panela de pressão -, chantili e finalizado com chocolate em pó. O banoffee é bem fresquinho, tem uma massa fina e sabores bem equilibrados. Uma perdição! O pedaço sai por R$ 10 e a torta inteira, com 10 pedaços, R$ 90.

Tortas Salgadas. Além da banoffee, Victor Bakos também resolveu apostar em receitas de tortas salgadas (R$ 13), sempre em uma versão com carne e outra vegetariana, que é servida no almoço e pode ser acompanhada com a salada do dia (o combo sai por R$ 18). Para beber, a dica é experimentar os chás gelados, mate ou de frutas vermelhas, servidos em garrafas de vidro (R$ 5).

“As receitas das tortas salgadas são de pessoas que conheço, que já provei e gosto, e por isso decidi reproduzir aqui. Uma delas era feita por uma amiga da minha avó e a gente sempre comia no Natal, outra de uma tia, e por aí vai.”, conta.

E é o próprio Victor quem coloca a mão na massa, com a ajuda da mãe. Aliás, na família dele, o protagonismo dos homens na cozinha não é uma novidade. O avô foi maître em São Paulo, o pai sempre foi o cozinheiro oficial da casa e o irmão é formado em gastronomia.

“Achei que escaparia dessa área, fui fazer publicidade, mas acabei voltando para a gastronomia, algo que sempre gostei muito”, brinca. E Victor tomou mesmo gosto pelo negócio e já está desenvolvendo uma versão da banoffee vegana, que deve ser lançada ainda este ano.

Pé de Banoffee
Rua Euclides da Cunha, 172, Vila Ema – São José dos Campos
Terça a sexta, das 12h às 20h; sábados, das 12h às 18h.

1 Comentário

Deixe uma Resposta

12 + nove =