É um entra e sai da cozinha sem fim. Cada vez que um garçom passa com um prato próximo à mesa, deixa pra trás um aroma gostoso que aguça os sentidos. Começa pelo nariz, mas logo a boca está salivando.

O restaurante está cheio, e assim permanece por longas horas, emendando o serviço do almoço com o jantar. Vai um cliente, vem outro. Entre os preparos dos pratos, a chef Anouk arruma um tempo para circular pelo salão do restaurante, cumprimentando os clientes e amigos.

Estamos no Donna Pinha, em Santo Antonio do Pinhal. A temporada de inverno acabou, mas muita gente – do Vale e de outras cidades do estado, incluindo a capital – subiu a Serra da Mantiqueira para aproveitar o primeiro final de semana da primavera e do tradicional Festival da Alcachofra, que chega a 16ª edição.

“São 16 anos de restaurante e desde o primeiro faço o Festival da Alcachofra. É o meu festival favorito. Amo alcachofra, amo primavera. Tudo fica lindo na Serra da Mantiqueira, não está mais aquela loucura da temporada, o clima também ajuda, as tardes são mais gostosas…”, afirma Anouk.

A nossa experiência dessa vez começa com o “vinho da Madonna”, o VF Rosé produzido pela vinícola catarinense Villa Francioni, e que encantou a rainha do pop em sua passagem pelo Brasil em 2009. A bebida é leve e ao mesmo tempo intensa, além de muito refrescante. E é com ela que seguimos até o final do nosso almoço.

A tradicional casquinha de truta, ingrediente consagrado na Mantiqueira, nessa temporada, claro, tem como base a alcachofra. A chef escolhe as flores menores e mais delicadas para montar a entrada que divide lugar no meu coração com a unânime alcachofra gorgonzola.

Se degustando a primeira mantenho a classe, com essa última literalmente lambuzo os dedos e a boca sem culpa. Não tem nada mais gostoso que soltar as pétalas da flor, mergulhar no creme que tem como base um molho bechamel e levar à boca para raspar as crostinhas de parmesão, já que o prato é gratinado antes de chegar à mesa.

Sempre disposta a agradar os mais diferentes públicos, com as criações da Anouk conseguimos ir de um extremo a outro no prato principal. Provamos o risoto negro servido na alcachofra, que é a opção vegana do festival, e um carré suíno com molho de alcachofra, ambos sensacionais.

Carré suíno ao molho de alcachofra

Encerramos nosso almoço, depois de cerca de duas horas curtindo uma música agradável e o belo visual da mata nativa facilmente vista do salão do restaurante, com o bolo de lavanda e limão siciliano, servido quente com calda e sorvete. E assim nos permitimos um último afago na alma.

Deixamos a casa extremamente satisfeitos, mas nem por isso deixamos de pensar em quantas vezes queremos voltar antes da primavera acabar, para saborear tantas outras receitas da temporada igualmente surpreendentes. Não à toa o festival é o favorita da chef Anouk. A primavera e a alcachofra são inspiradoras e apaixonantes.

Temporada da Alcachofra

Até 31 de outubro. Restaurante só fecha às quartas-feiras.

Rua Antônio Joaquim de Oliveira, 647, Santo Antônio do Pinhal

Tel. (12) 3666-2669

Deixe uma Resposta

três + 8 =